Brasil e China expressam determinação de ampliar corrente comercial, vídeo


Sábado | 2 de novembro, 2019 | 11h59


Acordos entre Brasil e China tratam de política, economia e comércio, agricultura, energia, ciência e tecnologia e educação.

 

Presidente da República, Jair Bolsonaro, acompanhado do Presidente da República da China, Xi Jinping, cumprimentam crianças chinesas. Foto: Isac Nóbrega / PR

 

Bolsonaro se encontrou com presidente chinês, Xi Jinping e autoridades do país asiático. No encontro, oito atos bilaterais foram assinados nas áreas de política, economia e comércio, agricultura, energia, ciência e tecnologia e educação por autoridades brasileiras e chinesas. A comitiva presidencial brasileira foi recebida no dia 25 de outubro no Grande Palácio do Povo, em Pequim. Após as assinaturas dos atos, a comitiva presidencial participou de jantar oferecido pelo presidente Chinês.

Conheça os acordos assinados:

1. Memorando de Entendimento de Cooperação entre o Ministério das Relações Exteriores do Brasil e o Ministério dos Negócios Estrangeiros da China

O acordo pretende ampliar a cooperação e tornar mais regulares os contatos institucionais entre o Ministério das Relações Exteriores do Brasil e o Ministério dos Negócios Estrangeiros da China, além de regulamentar e aperfeiçoar o Diálogo Estratégico Global, mecanismo criado em 2012 entre os titulares da pasta de relações exteriores dos dois países. O instrumento prevê ainda o estabelecimento de linha direta (“hotline”) entre o Ministro de Relações Exteriores do Brasil e o Ministro de Negócios Estrangeiros da China, o que possibilitará comunicação estreita e ágil sobre temas bilaterais, regionais e internacionais de grande relevância.

2. Acordo para reconhecimento mútuo de Operadores Econômicos Autorizados

O programa de Operador Econômico Autorizado (OEA) consiste em programa-modelo baseado em padrões internacionais estabelecidos pela Organização Mundial de Aduanas (OMA, na sigla em inglês) que é implementado por diversas autoridades aduaneiras em todo o mundo, entre as quais a Receita Federal do Brasil. Uma empresa é certificada como OEA após comprovado o cumprimento dos requisitos e critérios do programa, sendo então considerada operador de baixo risco, confiável e, por conseguinte, apta a usufruir dos benefícios oferecidos pela aduana, como tratamento prioritário, menos inspeções, requisitos menos rígidos de segurança, expedição agilizada, procedimentos mais simples etc.

O acordo de reconhecimento mútuo aduaneiro de OEAs firmado com a China, principal parceiro comercial brasileiro, resultará no reconhecimento mútuo das certificações OEA emitidas pelas autoridades aduaneiras dos dois países. Dessa forma, irá assegurar maior agilidade e previsibilidade para exportadores e importadores no comércio bilateral e reduzir os custos associados ao trâmites aduaneiros e armazenagem para as empresas reconhecidas como OEA, ocasionando ganhos de competitividade para essas empresas.

3. Memorando de Entendimento sobre Cooperação em Energias Renováveis e Eficiência Energética

Esse memorando pretende estabelecer a base para um relacionamento institucional colaborativo de cooperação bilateral nas áreas de energias novas e renováveis e eficiência energética, bem como cooperação e coordenação em terceiros países e fóruns internacionais. O acordo prevê, entre as áreas prioritárias de cooperação entre os dois países, bioenergia, energias renováveis e distribuição de recursos energéticos e eficiência energética. Entre as modalidades de cooperação para o fomento da cooperação bilateral nessas áreas, incluem-se atividades de promoção de investimentos.

4. Entrega do Termo de Liberação para Operação do Empreendimento de Energia Elétrica Xingu Rio Transmissora de Energia S.A. (Xrte)

A entrega do Termo de Liberação de Operação à State Grid Corporation marca a conclusão das obras do projeto de transmissão de energia elétrica entre o Xingu e o Rio de Janeiro, com extensão de 2,5 mil km (segunda fase da conexão da usina de Belo Monte). O empreendimento contribui para aumento da disponibilidade, capacidade e segurança do sistema elétrico nacional. A entrada em operação do projeto garante maior uso de energia limpa e sustentável, impacta positivamente na recuperação dos níveis dos reservatórios da região Sudeste e reduz as emissões de gás carbônico na atmosfera e o custo operacional do Sistema Interligado Nacional. A conclusão e operação comercial da Xingu Rio Transmissora de Energia S.A., projeto que exigiu investimentos na ordem de R$ 8,5 bilhões, consolidam a parceria entre Brasil e China e, sobretudo, demonstram a grande atratividade do setor elétrico brasileiro para investimentos estrangeiros no país.

5. Memorando de Entendimento entre a Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e a Fundação Nacional de Ciência Natural da China (NSFC)

O Memorando tem por objetivo o desenvolvimento da colaboração internacional entre as duas instituições, contribuindo para o intercâmbio acadêmico, educacional e científico entre docentes, pesquisadores e pós-doutorandos de instituições brasileiras e chinesas. Entre as ações de cooperação previstas no acordo, encontram-se a promoção do intercâmbio de cientistas, acadêmicos, estudantes de pós-graduação e pós-doutorandos; a promoção de pesquisa em educação e áreas relacionadas; o fomento à parceria entre universidades; o patrocínio de seminários, workshops e conferências; e a promoção de programas conjuntos de pesquisa e projetos.

6. Memorando de Entendimento sobre Programa Bilateral de Intercâmbio de Jovens Cientistas

O memorando pretende expandir os canais de comunicação entre jovens cientistas e pesquisadores de Brasil e China e aprofundar a colaboração científica e tecnológica entre os dois países. As partes financiarão jovens cientistas e pesquisadores que concluíram seu doutorado em um período de cinco anos antes da apresentação de propostas. A parte remetente cobrirá os custos de viagens internacionais, seguros e bolsas de estudos, enquanto a parte receptora garantirá aos jovens cientistas condições para as atividades de pesquisa e acesso a material bibliográfico durante o período de intercâmbio.

7. Protocolo Sanitário para Exportação de Carne Bovina Termoprocessada

O Protocolo estabelece os requisitos para permitir a exportação de carne termoprocessada do Brasil à China. O objetivo da negociação de protocolos sanitários entre os países é evitar o ingresso de pestes ou pragas endêmicas do país exportador no país importador. Conforme as normas da Organização Mundial do Comércio e outros organismos internacionais de referência, as exigências determinadas pelo país importador devem estar baseadas em critérios científicos. A carne termoprocessada é a carne que tenha passado por processos térmicos, como a cocção. O Brasil exportou em 2018 US$ 557 milhões em carne bovina processada. A China importou US$ 25 milhões do produto.

8. Protocolo Sanitário para Exportação de Farelo de Algodão

O Protocolo estabelece os requisitos para permitir a exportação de farelo de algodão do Brasil para a China. O farelo de algodão é usado como ração animal. A exportação brasileira de farelo de algodão ainda é incipiente. A China importou US$ 4 milhões da commodity.

 

Cerimônia de assinaturas de Atos. Foto: Isac Nóbrega / PR

 

Atos anunciados

Além dos atos que foram assinados, três foram anunciados:

- memorando entre a Embrapa e a Academia Chinesa de Ciências para criação de laboratórios conjuntos voltados ao melhoramento e desenvolvimento da soja;

- acordo entre a Universidade Federal de Goiás e a Faculdade de Medicina de Hebei sobre o estabelecimento de Instituto Confúcio na UFG a fim de ofertar aulas de mandarim, cultura chinesa e medicina tradicional chinesa; e

- memorando de entendimento entre o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e a CTG Brasil – China Three Gorges Brasil Energia ltda, que prevê a a criação de um centro de Pesquisa e Desenvolvimento voltado especialmente para pesquisa na área de geração de energia limpa.

Fonte: Planalto /Governo Federal

Presidente é recepcionado por Xi Jinping na China

Planalto

Bolsonaro faz a entrega do projeto da Nova Presidência aos presidentes das duas casas do Congresso Nacional. Foto: Marcos Corrêa/PR

Leia mais sobre
ALÔ BRASIL

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Pandemia não impede obras de infraestrutura no Brasil, vídeo
3º Drive Thru Solidário acontece sábado (16) na Rua Emília Marengo
Governador João Doria confirma quarentena até 31 de maio
Pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro sobre saída de Sérgio Moro de seu governo
Coletiva de imprensa convocada por Sérgio Moro
Conferência interministerial do governo Bolsonaro, assista ao vivo
Pronunciamento do presidente da República, Jair Bolsonaro
Atualizações interministeriais do Governo Federal contra a COVID-19, ao vivo
  • Pandemia não impede obras de infraestrutura no Brasil, vídeo

  • 3º Drive Thru Solidário acontece sábado (16) na Rua Emília Marengo

  • Governador João Doria confirma quarentena até 31 de maio

  • Pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro sobre saída de Sérgio Moro de seu governo

  • Coletiva de imprensa convocada por Sérgio Moro

  • Conferência interministerial do governo Bolsonaro, assista ao vivo

  • Pronunciamento do presidente da República, Jair Bolsonaro

  • Atualizações interministeriais do Governo Federal contra a COVID-19, ao vivo

Categorias

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Share This