Novembro Azul continua: baixe sua cartilha gratuitamente e previna-se


Terça-feira, 1º de dezembro de 2015, às 17h45


Ao final da campanha Novembro Azul contra o câncer de próstata, leia a matéria que mostra com simplicidade motivos importantes para que os homens previnam-se muito pouco, não só no Brasil, mas em vários outros países. Para facilitar o entendimento dessa doença que age em pleno silêncio baixe o guia de conscientização sobre a saúde do homem “Diálogos da Próstata”. Mais uma maneira fácil de entender melhor essa doença e prevenir-se daqui para frente, se é que você já não está prevenindo-se! Afinal, esse assunto é muito importante.


Do Instituto Lado a Lado pela Vida

nov azul logo lado lado

 

Homens não dão importância aos sintomas de câncer de próstata

Pesquisa internacional revela o comportamento dos homens em relação aos sintomas da doença

Uma pesquisa realizada pela Coalizão Internacional para o Câncer de Próstata (IPCC, na sigla em inglês) divulgou que 47% dos homens com a deonça em estágio avançado desconhecem e não dão importância aos sintomas. Ou seja, não comunicam aos médicos e perdem tempo para iniciar o tratamento e aumentar as chances de cura. O levantamento foi realizado com 900 pacientes e 360 cuidadores de 10 países (Alemanha, Reino Unido, França, Espanha, Itália, Holanda, Estados Unidos, Japão, Cingapura e Taiwan).

 

Cerca de 47% dos homens com a doença em estágio avançado desconhecem e não dão importância aos sintomas. Foto: Divulgação

Cerca de 47% dos homens com a doença em estágio avançado desconhecem e não dão importância aos sintomas. Foto: Divulgação

 

De acordo com a ONG britânica Cancer Care, 1,1 milhão de homens são afetados pelo câncer de próstata e provoca 307 mil mortes no mundo todos os anos. A doença é a segunda neoplasia mais frequente em homens depois da de pulmão. O estudo revela que cerca de 10% dos pacientes chegam na consulta pela primeira vez com o tumor disseminado para outros órgãos. Por isso, diagnosticar a tempo a doença pode salvar milhares de vidas.

Entretanto, detectar os sinais pode não ser tão simples, pois os sintomas não são específicos. Os mais comuns, de acordo com o estudo, são: cansaço (86% são afetados), dores nas costas (82%), dor generalizada (70%), fraqueza (67%) e dificuldade para dormir (62%), além da incontinência urinária.

Cerca de 39% dos homens aguentam esses sinais sem recorrer aos médicos durante meses ou até mesmo um ano. Além disso, 34% acreditam que falar sobre sua dor faz com que se sintam fracos e 38% dizem que é difícil falar da dor na qual estão imersos. Já 57% afirmam que a dor ou o desconforto diário é algo que precisam aprender a conviver e 59% afirmam que não sabem se a dor está relacionada com o câncer.

 


Acesse a cartilha "Diálogos da Próstata - O impacto do câncer de próstata na saúde do homem" (você será levado ao site do Instituto Lado a Lado pela Vida onde poderá baixar a cartilha gratuitamente em pdf)

Saúde do homem: Novembro Azul. Ilustração: aloart

Saúde do homem: Novembro Azul. Ilustração: aloart

Leia mais sobre
NOVEMBRO AZUL

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Bolsonaro lança partido Aliança pelo Brasil
Nota de repúdio da Associação Nacional dos Procuradores da República, vídeo
Pátria Amada Brasil: 300 dias de Governo
Alexandre Garcia: visão de mais de 50 anos de jornalismo
Plano Safra é lançado com R$ 225,59 bilhões para produtores
Presidente pede confiança para mudar o Brasil, vídeo
Presidente Bolsonaro concede entrevista à Jovem Pan: balanço dos 100 dias de governo
Itália em São Paulo
  • Bolsonaro lança partido Aliança pelo Brasil

  • Nota de repúdio da Associação Nacional dos Procuradores da República, vídeo

  • Pátria Amada Brasil: 300 dias de Governo

  • Alexandre Garcia: visão de mais de 50 anos de jornalismo

  • Plano Safra é lançado com R$ 225,59 bilhões para produtores

  • Presidente pede confiança para mudar o Brasil, vídeo

  • Presidente Bolsonaro concede entrevista à Jovem Pan: balanço dos 100 dias de governo

  • Itália em São Paulo

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*