Tecnologia: como a ciência mudou a visão dos gigantescos Júpiter e Saturno


Segunda-feira | 21 de dezembro, 2020 | 18h44


Compare as fotos dos planetas tiradas desde a visita da sonda Pioneer há 46 anos.


NASA

Você já observou Júpiter e Saturno se aproximando um do outro nos últimos meses? Hoje, 21 de dezembro, os dois mundos estarão mais próximos, separados por cerca de 1/5 da Lua cheia! Embora os dois gigantes gasosos possam parecer próximos, na realidade eles estão separados por centenas de milhões de quilômetros. Apesar desta vasta distância, algumas missões selecionadas visitaram os dois mundos usando uma ajuda da gravidade do gigante Júpiter para lançá-los em direção a Saturno, economizando tempo e combustível.

 

A diferença de tecnologia entre gerações de sondas espaciais pode ser impressionante! As duas fotos principais de Júpiter e Saturno foram tiradas pela Pioneer 11 em 1974 (Júpiter) e 1979 (Saturno); as duas últimas foram tiradas pela Cassini em 2000 (Júpiter) e 2016 (Saturno). Que tipo de fotos nos aguardam das futuras gerações de exploradores do espaço profundo? Fotos: NASA / Night Sky Network / Astronomy Club

 

A Pioneer 11 foi a primeira. Lançada em 1973, a sonda passou por Júpiter no final de 1974. Em 1979, ela se tornou a primeira espaçonave que chegou a Saturno. A Voyager 1 passou nesse mesmo ano por Júpiter e chegou a Saturno em 1980, sendo seguida de perto pela Voyager 2 que em 1981 mediu a espessura dos seus anéis e tirou fotos detalhadas de muitas de suas luas. Antes de deixar o sistema solar ainda capturou imagens de Urano e Netuno.

A Cassini-Huygens foi a última missão a visitar os dois mundos. Lançada em 1997, a missão passou por Júpiter no final de 2000 e tirou fotos incrivelmente detalhadas de sua atmosfera tempestuosa e anéis tênues. A Cassini entrou na órbita de Saturno em 1 de julho de 2004 e fez um mergulho em sua atmosfera no dia 15 de setembro de 2017 quando se desintegrou com o calor intenso.


com textos de Gerson Soares

Pesquisadores brasileiros identificam sinais robustos da existência de um objeto gigante na constelação do Cisne, orbitando um sistema binário formado por uma estrela viva e outra morta. Imagem: Leandro Almeida

Leia mais sobre
ASTRONOMIA
NEBULOSAS

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Presépio e a magia da natividade
Exoesqueleto robótico para reabilitação humana
Covid-19: filme de PVC para alimentos inativa o SARS-CoV-2
Pandemia não impede obras de infraestrutura no Brasil, vídeo
3º Drive Thru Solidário acontece sábado (16) na Rua Emília Marengo
Governador João Doria confirma quarentena até 31 de maio
Pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro sobre saída de Sérgio Moro de seu governo
Coletiva de imprensa convocada por Sérgio Moro
  • Presépio e a magia da natividade

  • Exoesqueleto robótico para reabilitação humana

  • Covid-19: filme de PVC para alimentos inativa o SARS-CoV-2

  • Pandemia não impede obras de infraestrutura no Brasil, vídeo

  • 3º Drive Thru Solidário acontece sábado (16) na Rua Emília Marengo

  • Governador João Doria confirma quarentena até 31 de maio

  • Pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro sobre saída de Sérgio Moro de seu governo

  • Coletiva de imprensa convocada por Sérgio Moro

Categorias

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Share This