Crianças e tecnologia: os problemas do uso exagerado


Sábado, 5 de setembro de 2015, às 04h40


As crianças são expostas, cada vez mais cedo, a celulares, tablets e computadores. O uso exagerado desses aparelhos pode gerar complicações futuras aos pequenos. A presidente do Departamento de Saúde Mental da Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP), dra. Vera Ferrari Rego Barros, afirma que os dispositivos eletrônicos podem causar dependência, se forem o único meio de estimulação que as crianças tiverem. “Quanto mais prazer oferecem, mais a criança quer utilizar, abrindo mão de uma série de atividades essenciais para o desenvolvimento”.

 

Foto: divulgação / aloart+

Foto: divulgação | aloart+

 

Dra. Ferrari explica que a criança precisa estimular a atividade corporal e o convívio social, pois a partir do contato com o outro ela passa a desenvolver seus limites físicos e emocionais, a afetividade, a capacidade de aprender e as funções motoras. Além disso, as brincadeiras, especialmente em grupo, também são necessárias para prevenir o sedentarismo, causador de diversos transtornos, incluindo a obesidade.

“Quanto mais a criança fica na frente de uma televisão, menos ela se movimenta e menos vontade tem para se exercitar. Isso pode alterar, também, o padrão de alimentação, já que ela passa a pegar qualquer coisa para comer, na maioria das vezes salgadinhos, que ela pode engolir, sem saber sequer o que está comendo”, alerta a psicanalista.

A Academia Americana de Pediatria veta os meios eletrônicos para crianças de até 2 anos, preconizando que os estímulos necessários para o desenvolvimento estão longe desses veículos e que eles podem atrapalhar o desenvolvimento cognitivo e motor.

Os pais devem impor limites, restringindo o uso e os conteúdos acessados por seus filhos. “Falta maturidade emocional nas crianças para lidar com o que está disponível, especialmente na internet. É muito fácil acessar sites com conteúdos inadequados, inclusive ligados à violência e à sexualidade. É preciso uma figura de autoridade em casa que faça o controle da utilização - eles são responsáveis por investigar o que eles vêem e pensam sobre as informações, estabelecendo sempre um diálogo”, ensina.

Moderação

Se utilizado com ressalvas e cautela, os aparelhos eletrônicos podem, também, contribuir positivamente para a vida da criança. “Existe, sim, aspectos positivos, como ajudar na percepção de sons, imagens e cores, para a criança pequena, deixar a criança mais ágil e estimular o raciocínio. Claro, esses e outros estímulos são encontrados na atividade física, que exige bem mais da criança e contribui para um desenvolvimento completo. O mundo não retrocederá e a tecnologia estará sempre presente, por isso é importante construir uma atitude crítica frente ao uso desses aparelhos.”

Dra. Vera assegura, ainda, que proibir não é a solução. “Em si, os dispositivos eletrônicos não são veículos ruins ou nocivos para a criança. Assim como o remédio e o veneno, tudo depende da dose”.

Amamentação tranquila. Foto ilustrativa: Stock Photo

Amamentação tranquila. Foto ilustrativa: Stock Photo

Leia mais sobre
SAÚDE

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Bolsonaro lança partido Aliança pelo Brasil
Nota de repúdio da Associação Nacional dos Procuradores da República, vídeo
Pátria Amada Brasil: 300 dias de Governo
Alexandre Garcia: visão de mais de 50 anos de jornalismo
Plano Safra é lançado com R$ 225,59 bilhões para produtores
Presidente pede confiança para mudar o Brasil, vídeo
Presidente Bolsonaro concede entrevista à Jovem Pan: balanço dos 100 dias de governo
Itália em São Paulo
  • Bolsonaro lança partido Aliança pelo Brasil

  • Nota de repúdio da Associação Nacional dos Procuradores da República, vídeo

  • Pátria Amada Brasil: 300 dias de Governo

  • Alexandre Garcia: visão de mais de 50 anos de jornalismo

  • Plano Safra é lançado com R$ 225,59 bilhões para produtores

  • Presidente pede confiança para mudar o Brasil, vídeo

  • Presidente Bolsonaro concede entrevista à Jovem Pan: balanço dos 100 dias de governo

  • Itália em São Paulo

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*