Quarta Revolução Industrial – A observação da Terra é a oportunidade de um trilhão de dólares.

:: Mais de mil satélites que orbitam o planeta coletam constantemente dados de observação da Terra.
:: O potencial valor acrescentado acumulado dos dados da Terra poderá atingir 3,8 bilhões de dólares entre 2023 e 2030, de acordo com um novo relatório do Fórum Econômico Mundial em colaboração com a Deloitte.


Todos os dias, mais de mil satélites capturam imagens e dados detalhados de todo o mundo. Estes satélites são utilizados para criar imagens deslumbrantes do nosso planeta – e, quando combinados com a tecnologia no terreno, podem ajudar-nos a descobrir as relações entre as pessoas e o planeta e a produzir um valor econômico significativo.

A observação da Terra (OT) permite-nos tomar melhores decisões com melhores dados. Do ponto de vista econômico, isso manifesta-se em termos de aumentos de produtividade e de redução de custos, que geram e acrescentam valor econômico.

As empresas podem aproveitar estes benefícios para desenvolver soluções inovadoras, aumentar a eficiência dos ativos e gerir melhor os riscos financeiros, tudo conduzindo a uma maior vantagem competitiva.

A oportunidade de um trilhão de dólares

Como a infraestrutura física e os fenômenos naturais estão no centro dos modelos de negócio de muitas organizações, as aplicações da OT podem ser encontradas em quase todas as indústrias, setores e regiões.

De acordo com um novo estudo do Fórum Econômico Mundial, em colaboração com a Deloitte – Amplificando o Valor Global da Observação da Terra – estima-se que o valor acrescentado potencial dos dados da Terra atinja os 700 bilhões de dólares em 2030, com uma contribuição cumulativa de 3,8 trilhões de dólares para o produto interno bruto (PIB) mundial entre 2023-2030. Ao mesmo tempo, a OT pode informar intervenções que possam reduzir o equivalente às emissões de gases com efeito estufa (GEE) em mais de 2 bilhões de Gigatones (Gt) de CO2 anualmente.

A maior parte do valor da OE vem na forma de aplicações industriais posteriores. O potencial de cada indústria para extrair valor dos dados da Terra está fortemente ligado à prontidão tecnológica, bem como à sua dimensão global e perfil de crescimento futuro. As indústrias preparadas para a tecnologia têm o potencial de aumentar o valor dos dados de OT mais rapidamente, enquanto as indústrias tradicionais têm mais valor a ganhar em geral.


Fonte: Forum Econômico Mundial


Destaque – A observação da Terra é realizada por satélites, aeronaves e sensores terrestres – e tem o poder de revelar um enorme valor para estes 6 setores-chave. Imagem: aloart


Publicação:
Sábado | 11 de maio, 2024


Leia outras matérias desta editoria

A observação da Terra vai gerar valor em bilhões de dólares ainda nesta década, aponta estudo

Quarta Revolução Industrial – A observação da Terra é a oportunidade de um trilhão de dólares. :: Mais de mil satélites que orbitam o planeta coletam constantemente dados de observação da Terra. :: O potencial valor acrescentado acumulado dos dados da...

Conheça as seis indústrias que receberão valores econômicos e climáticos significativos até 2030

Quarta Revolução Industrial – As seis principais indústrias da observação da Terra. :: Essas indústrias-chave são responsáveis por 94% desse valor gerado. As aplicações em seis indústrias principais que são responsáveis por 94% do valor total da observação...

Confiança do Consumidor sobe pelo segundo mês consecutivo, veja por quê

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) do FGV IBRE subiu 1,9 ponto em abril, para 93,2 pontos, retornando ao nível de dezembro de 2023 (93,2 pontos). Em médias móveis trimestrais, o índice avança em 0,8 ponto, para 91,4 pontos, após seis quedas...

Com primeiro trimestre positivo, confiança da indústria segue avançando – análise

O Índice de Confiança da Indústria (ICI) do FGV IBRE subiu 0,3 ponto em abril, para 96,8 pontos. Em médias móveis trimestrais, o índice recuou 0,2 ponto, para 96,9 pontos. “Após um primeiro trimestre positivo, a confiança da indústria segue avançando, mas...

Índice de Confiança da Construção (ICST) cai 1,4 ponto em abril, indica FGV IBRE

O Índice de Confiança da Construção (ICST) do FGV IBRE caiu 1,4 ponto em abril, a segunda queda seguida, e atingiu 95,2 pontos. Na média móvel trimestral, o índice variou -0,2 ponto. “Nos últimos meses, diferentes forças afetaram negativamente a evolução...

Confiança do setor de serviços reverte queda do mês anterior e atinge maior nível desde outubro de 2022

O Índice de Confiança de Serviços (ICS) do FGV IBRE subiu 1,6 ponto, para 95,8 pontos, revertendo a queda observada no mês passado, e é o maior nível desde outubro de 2022 (97,6 pontos). Em médias móveis trimestrais, o índice avançou 0,7 ponto. Análises do...

Alta das expectativas eleva confiança do comércio em março, apurou FGV IBRE

O Índice de Confiança do Comércio (ICOM) do FGV IBRE subiu 0,9 ponto em março, para 90,4 pontos, recuperando parcialmente a queda de 1,0 ponto de fevereiro. Em médias móveis trimestrais, o índice subiu pelo quarto mês consecutivo, em 0,4 ponto, para 90,1...